segunda-feira, junho 18, 2012

de de Por:
Esta rolando na rede a tal da Marcha do Parto que apóia a escolha da mulher de decidir onde quer parir. E hoje venho deixar minha opinião sobre o assunto. Primeiro quero dizer que o meu parto foi cesárea, e foi agendada dois dias antes de eu ganhar o Pietro. Porque fiz isso? Bom, foi um misto de sentimentos... Sentia medo, medo de passar da hora e do Pietro engolir o mecônio e ficar com seqüelas, medo de nao conseguir fazer forca suficiente pra ele nascer, tinha medo de quando ele estivesse nascendo e saísse a cabeça nao ter mais forca de fazer sair o resto (a louca), medo dos médicos me maltratarem já que a época que ele nascer era época de Natal, meu convênio era uma merda (seisa) e os médicos nao iam estar nada felizes em ter que atender uma mulher que esta pra prarir louca de dor, gritando e tudo mais sendo que eles podiam estar em casa festejando com a família, eles iriam judiar de mim SIM. e por fim o mais tosco dos motivos, estava com pressa, nao agüentava mais, queria que ele nascesse logo queria que ele estivesse bem e na minha cabeça o melhor seria se ele nao dependesse de mim para vir ao mundo, porque EU nao estava confiando em mim mesma. Entao eu faria a cesárea, eu podia correr riscos mas queria que ele estivesse bem. Ai fui no meu medico que é cesarista assumido e disse que queria marcar a cesárea ele me olhou, mediu meu quadril me chamou de parideira e pediu que eu tentasse o parto normal, que eu tinha tudo pra ter um parto normal, e que ele nao me deixaria sofrer que qualquer coisa ele faria a cesárea. Bati o pé, briguei e disse que nao. Queria que ele marcasse a cesárea e logo. E assim foi,marcou para o dia 22/12 De 39 semanas e 1 dia. ---------- Passou, hoje meu filho é saudável, lindo, perfeito. E eu?? - bom eu me arrependo amargamente da minha decisão, de tudo que pensei sobre de nao ter dado ao menos uma chance, um sinal do meu filho e saber que estava na hora dele nascer, que ele estava pronto. Hoje vejo relatos de partos normal, e humanizado e me derreto, me arrependo... Queria ter passado por tudo aquilo mas nao tive coragem eu fui COVARDE e assumo isso, nao tenho vergonha de dizer, tenho vergonha de um dia ter que contar pro meu filho que nao tive coragem de passar pelo processo natural e esperar que ele viesse ao mundo, que fosse um momento só nosso, o inicio do nosso vinculo que seria eterno. Claro que nao sou menos mae por isso, claro que meu amor por ele nao é menor por isso... Claro que hoje eu faço de tudo para que ele fique bem, esteja bem SEMPRE. Mas queria poder voltar no tempo e fazer as coisas certas, deixar que elas aconteçam naturalmente e pronto. Entao eu apoio a marcha que acho sim que a mulher tem o poder de escolha. Seja ela qual for.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário