terça-feira, setembro 24, 2013

de de Por:
Olá galera, tudo bem?

Há um tempo eu fiz um post contando sobre a crise do terrible two que estávamos passando aqui em casa, isso durou alguns dias mas logo passou. Então eu pensei: ué, é só isso? HAHAHA' vai achando... rs
Hoje eu tenho notado que as coisas ao menos aqui em casa tem funcionado de forma diferente do que eu imaginei. Vou contar!

Pra mim, a crise dos dois anos começava por voltar dos 18 meses e ia, normalmente até uns 26 meses mais ou menos, mas direto, sabem? Achava que seria uma fase de birras constantes e paciência exercitada todos os dias, cada dia mais pra conseguir aguentar, tanto que quando fiz o outro post sobre birras, estava desesperada pensando como aguentaria até chegar os dois anos e três meses pra dar uma amenizada, morreria, certamente.
Mas aqui em casa a crise tem acontecido em episódios e dias individuais, não tem sido uma crise constante. Pietro as vezes fica semanaaaas de boa, super obediente e bonzinho que come bem, dorme bem, brinca bastante, enfim... Porém, por outro lado tem dia que ninguém aguenta ele, colocar uma meia no pé vira motivo de querer se jogar no chão e rolar, chorar até ficar rouco e por fim soluçar.
Paro, me assusto e penso: caramba, era só uma meia! Bate aquela culpa do tipo " onde foi que eu errei? " é realmente desesperador, nós sentimos impotente diante da situação e assustados com medo de quando tempo isso pode durar. Aterrorizante, certamente.
Tivemos sorte que por enquanto as crises acontecem dentro de casa, onde consigo controlar (as vezes) do meu jeito. Deixo ele lá chorando e saio de perto pra não me estressar mais, ou faço como achar melhor diante da situação. Mas, e se ele me inventa de dar uma crise dessa na rua? No mercado, no shopping, na fila do banco, no onibus... Já pensaram? Como eu agiria?
Oq faria?
Apesar do desespero mesmo sendo em casa, agradeço a Deus por ter sido em casa todas as crises. Não posso dizer pra vocês o que eu faria, qual seria minha reação se fosse na rua. É complicado dizer o que faria sem passar por isso, né? Mas tenho medo, de verdade! Hahaha

Mas tenho uma dica, infalível e certeira pra dar pra vocês nessas horas: PACIÊNCIA!

Quem disse que seria fácil? Bora contar até dez, pensar que é fase e passa e pedir uma mãozinha pra Papai do céu, porque é complicado!

Quem tá comigo põe a mão aqui \O/

Hahahaha, bom dia mamães!


Comentários
8 Comentários

8 comentários:

  1. Olá, passei apenas pra dizer que já estou te seguindo e voltarei aqui futuramente pra fazer comentários sobre os posts.
    Seu blog é maravilhoso, convido você e suas leitoras a conhecer meu blog
    http://toobege.blogspot.com.br/
    Beijinhos

    Quem seguir no insta, sigo de volta http://instagram.com/theworldofmari

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, querida!
      Vou dar uma olhadinha no seu blog com certeza!

      Volte sempre :)

      Excluir
  2. Olha a pciencia tem hr q falta viu??!!! hj no onibus pq os predis apareciam na frente da praia ele começa a gritar e ñ chorar chorar gritando vc ñ tem noção aí coloco a galinha pintadinha e ele manda desligar q ele ñ qr e berra mais e tu mostra a praia lá nas frente e ele ñ ve pq ñ tem a msm percepção q nós.... aiiiiiii deus me dê paciencia é só isso q podemos fazer....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha, é tenso né? As vezes eu esmurro a parede pra liberar a raiva. Acredita?
      Não é fácil... :(

      Esperamos que essa fase passe logo, né?

      Excluir
  3. \o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/

    Várias mãos pra vc, sorte de ter sido em casa aqui foi na rua e tive medo o.O
    confesso que é dificil manter paciencia, também saio de perto, mas tem um porém minha mãe mora na casa da frente e mima ¬¬

    Mas vamos que vamos que passa né,,,Bjs
    www.mamaepunk.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu que moro em cima da casa da sogra?
      Minha sorte é que ela não se mete quando brigo com ele porque se fosse na casa da minha mãe com certeza iria rolar briga todo dia, conheço bem a peça! Tenho medo de um dia ele fazer na rua pq meu marido tem bem menos paciência que eu, e não sei oq ele faria se o Pietro desse chilique na rua.

      Vai passar né?
      Diz que sim rsrsrs

      Excluir
  4. Oi Sabrina, birras e birras...já passei por isso, e ainda passo, e o vini tá com 4 anos e 4 meses, e olha, paciência, muita paciência, demaais! Nessa idade, ele acha que já é rapaz, que já sabe fazer tudo sozinho, como: escolher a roupa, se vestir, comer, brincar, jogar no computador (isso mesmo), e se eu interfiro para ajudar ou direcionar, lá vem birra, mas aí é a questão da paciência e também de conversar muito pra que ele entenda.
    E olha, birra fora de casa, já teve muitas, ainda mais na igreja, e vale a mesma coisa que em casa, paciência, chamar no cantinho (não para bater) mas para CONVERSAR, converse, acalente, acalme, mas não deixe de dar a bronca, explicar a situação.... ee muita calma nessa hora!
    Boa sorte com o Pietro..pq ainda virão muitas situações em que vc vai falar "Jesus me ajuda" ! rs


    Lais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lala, adoro quando vc comenta! :)
      Então, mas acredito que com o Vini seja um pouco mais fácil por ele entender melhor, não?
      Se vc falar: Olha não faz isso porque vai te machucar, ou te fazer mal, e depois vc vai ficar doente ou sei lá oq, falar que é pro bem dele, e blablabla ele entende né?

      Aqui eu tento falar assim com o Pietro mas ele parece não entender muito bem, e percebo que oq ele entende ele presta atenção, então procuro falar com palavras fáceis que ele já conhece pra ver se melhora. Kkkkk
      O fato é que não é fácil pra ninguém, a gente faz o que pode né?
      Oq funciona aqui é quando eu abaixo é peço pra ele olhar nos meus olhos, normalmente ele se acalma e consigo conversar melhor, inclusive na rua. Kkkkk

      Continua comentando que sua experiência de mãe de maiores me ajuda, viu?
      Haha beeeeijos.,

      Excluir