sexta-feira, outubro 30, 2015

de de Por:

Quem me acompanha no facebook viu que eu postei sobre a minha tattoo que fiz recentemente.
Claro que a primeira tatuagem tinha que ser pro meu filho, era minha certeza que eu não me arrependeria nunca, eu só tinha que escolher o desenho certo.

Não queria simplesmente escrever o nome dele com um coração, porque isso todo mundo faz e a gente gosta de coisas novas, diferentes, que ainda não vimos, não é?

Não consigo nem dizer quanto tempo fiquei procurando por um desenho que realmente me tocasse, e desse a certeza de que era ele que queria, foram muuuuuuitos meses procurando. As pessoas achavam que eu estava com medo da dor, de não aguentar, etc... na verdade, tinha um pouquinho de medo, mas não era esse o motivo, era só porque eu não tinha achado O DESENHO ainda.

Até que certo dia pesquisando no tio Google, encontrei essa foto, lá no cantinho da página, bem pequenininha, e na hora eu tive a certeza de que era essa que eu queria. Não tinha visto ninguém com uma igual ou parecida, achei que representava muito meu relacionamento com o Pietro e sem ser clichê. Ela era perfeita.



A partir daí foi só procurar um tatuador bom, porque com tatuador a gente não se brinca né, não dá pra simplesmente procurar o que cobre mais barato porque é uma marca que vai ficar pra sempre e você quer que seja perfeita, e o cara pra fazer perfeita teve que estudar muito então ele com certeza vai cobrar um valor que ele ache justo.

Encontrei o Gugo Tattoo, no estúdio dele trabalham uns cinco profissionais eu acho. Eu queria fazer com o próprio Gugo, porque o trabalho dele é incrível e desde o primeiro momento que eu vi eu sabia que seria ele faria todas minhas tatuagens.
Mas como todo bom tatuador, ele estava com a agenda MEGA lotada, e eu não queria esperar.
Então eu fui dentre os que trabalhavam no estúdio dele, pesquisei o trabalho de um por um para saber quem mais chegava perto do trabalho dele, até que conheci o trabalho da Gabriela Amorim, ela fez uma tatuagem no próprio Gugo, então pensei comigo, se ele (que é um puta tatuador) deu o braço dele pra ela, é porque ela é boa mesmo. 
Para minha sorte, ela tinha agenda na semana seguinte. Marquei e fui.

Essa foi a tattoo que me convenceu que a Gabi faria a minha.
A Gabi foi incrível, me atendeu bem, me explicou os cuidados que teria que ter, inclusive na minha viagem que seria na semana seguinte, e ela tem um traço maravilhoso, ela tem a mão firme, fez a tattoo fininha como eu queria e sem tremer. O meu maior terror era ter uma tatuagem tremida, e como a minha era somente o risco, não tinha sombra nem cores nem nada, se tremesse, esse esse ia gritar, ficaria um desastre.


Não me arrependi em nenhum momento, nem do desenho, nem do loca, nem da tatuadora. A tatto ficou perfeita, do jeito que eu queria, eu tomei os cuidados necessários e ela continua intacta mesmo depois de sete dias no Nordeste do Brasil. Enfim, puro amor!


A pergunta que não quer calar...

Doeu?
- Não, o máximo que eu senti foi um arranhão, mas muito suportável, doeu bem menos do que eu imaginava. Deu vontade de mandar ela fazer mais umas 15 depois de saber que não doía tanto assim (falta-me o $$$ glamour $$$) kkkkkkkk

Vai fazer mais?
- Com certeza, é meio viciante e já tenho várias opções salvas no celular só esperando o money $

A Gi, minha amigona foi comigo pra me dar apoio moral e aproveitou e fez um vídeo do momento tão esperado, vou deixar aqui pra vocês verem.


OBS: Vídeo sem edição nenhuma, não reparem na minha tagarelice (estava animada)

E o resultado ficou assim


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário