quarta-feira, outubro 21, 2015

de de Por:
Não sei se já comentei aqui no blog mas o Pietro estuda numa creche municipal da minha cidade que é na rua da nossa casa, coloquei ele lá no ano passado com dois anos e meio para ver se ele se adaptava e como ele reagiria, já que era na rua da nossa casa não teria problema, qualquer coisa eu iria e buscaria ele.

Acabou que deu mais certo do que eu imaginei, porque ele simplesmente ama a escola, todos os amiguinhos estão com ele desde o ano passado, todas as professores conhecem ele e a professora dele então, ele é apaixonado por ela.

Porém, a escola é uma creche e é somente até os quatro anos, que ele faz em Dezembro, então ano que vem ele será transferido para outra escola, e desde já estou conversando com ele e explicando que ele vai mudar de escola porque já cresceu e que na escola dele outras crianças vão estudar até crescerem e mudarem para escola de crianças grandes também.

Ele não está gostando da ideia, diz que não quer mudar de escola, que ele quer ficar na escola dele, com a professora dele e com os amigos dele... ou seja, vai ser uma tarefa bem difícil e uma adaptação complicada também.

Agora a maior questão é se continuo na escola municipal onde ele foi indicado para a transferência da matrícula, onde alguns de seus amigos também serão transferidos, ou se matriculo ele numa escola particular onde ele provavelmente terá um ensino um pouco mais forçado, onde as regras serão completamente diferentes e os amigos/professores também.

Para mim, a maior questão de mantê-lo na escola municipal é que, se eu deixar para matricular ele na particular quando ele for para a primeira série, (quando o ensino realmente pega pra valer e sabemos como a rede pública deixa a desejar nesse quesito) ele pode já estar acostumado com a "moleza" da escola municipal e ter ainda mais dificuldades em se adaptar ao ensino mais pesado. 

Eu sei que existem algumas escolas municipais que são boas e que dão um banho em muitas escolas particulares, porque essa que ele estuda hoje, é ótima, se pudesse deixaria ele lá para sempre, rs.

Na sala dele existe um total de 10 crianças, se nenhuma faltar. Enquanto na maioria das escola infantis particulares tem 20, 25 crianças por turma, para uma professora apenas. Acho isso um absurdo, e não vejo como pode existir qualidade no ensino de uma criança assim.

Mas a questão é que quando a escola é pública não somos nós que escolhemos onde nosso filho vai estudar, é a prefeitura que indica o local mais próximo de nossa casa e onde tem vaga. E essa escola onde ele foi indicado não tem boa fama, já tenho conhecidos que tiraram seus filhos de lá por alguns motivos e quando o assunto é nosso filho, não queremos arriscar, não é?

De qualquer forma, a adaptação será difícil, a conversa está intensa por aqui e eu espero até o final do ano eu o convença de que esse é o único jeito e que não tem como ele continuar na mesma escola. 
Vou levá-lo para conhecer potenciais escolar e tentar deixa-lo animado com isso.

Já aconteceu algo parecido com vocês? Se sim, me conta aqui nos comentários... Como você fez pra escolher a escola ideal?

Um beijo <3

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário